O incidente aconteceu no início de março, antes da suspensão das competições devido à covid-19, com Eric Dier a subir vários degraus das bancadas, atrás de um adepto em fuga, depois de este ter alegadamente insultado o irmão do jogador, Patrick Dier, durante um jogo.

Na ocasião, o Tottenham, de José Mourinho, tinha acabado de ser eliminado da Taça de Inglaterra diante do Norwich, depois de um empate a 1-1 no tempo regulamentar e de ter perdido na marcação de grandes penalidades.

A comissão disciplinar da Federação indica que o caso foi analisado em 03 de julho e que Eric Dier admitiu, em sua defesa, a infração de “conduta imprópria”, mas não o de “ameaça”.

O jogador é castigado com efeito imediato, o que significa que estará de fora dos próximos quatro jogos dos ‘spurs’ na Liga inglesa, com Bournemouth e Newcastle fora e Arsenal e Leicester em casa, a cinco jornadas do final.

Após o incidente, José Mourinho colocou-se ao lado do seu atleta, apesar de reconhecer que a reação de Dier não deveria ter sido aquela.

“O Eric Dier fez aquilo que nós, enquanto profissionais, não devemos fazer, mas que, nestas circunstâncias, todos nós faríamos. Quando alguém te insulta ou a tua família está envolvida, especialmente o teu irmão mais novo… A pessoa em questão insultou o Eric, o irmão mais novo dele…”, considerou o técnico português.

O Tottenham é oitavo classificado na Liga, com 48 pontos, a quatro pontos do Wolverhampton, que é sexto, o último lugar de acesso às competições europeias.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.