O acidente ocorreu quando o barco navegava a 1.400 milhas (2.600 quilómetros) a oeste do cabo Horn, durante a disputa da sétima etapa da Volvo Ocean Race, entre Auckland (Nova Zelândia) e Itajaí (Brasil).

A direção da regata foi informada ao início da noite e as últimas informações foram atualizadas durante a madrugada.

Richard Brisius, CEO da Volvo Ocean Race, lamentou, esta manhã, o sucedido com John Fishcer que está "presumivelmente perdido no mar". "Isto parte-nos o coração. Como velejadores e organizadores de regatas, perder um tripulante no mar, é uma tragédia que nunca queremos imaginar. Estamos arrasados ​​e os nossos pensamentos estão com a família do John, amigos e companheiros da sua equipa", afirmou Brisius em comunicado.

O próprio “Sun Hung Kai” deixou a corrida para levar a cabo uma exaustiva operação de busca e resgate.

Fisher estava de guarda no momento do incidente e levava o equipamento de sobrevivência adequado quando caiu ao mar.

O vento na zona era de oeste e soprava a 35 nós (68 quilómetros por hora), havendo uma forte ondulação. A temperatura da água era de nove graus.

Um navio de resgate, localizado a 720 quilómetros, foi enviado para o local e estão a ser chamadas outras embarcações para ajudar nas buscas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.