Os donativos destinados a ajudar o país afetado pelo ciclone Idai, no âmbito da campanha solidária Futebol por Moçambique, começam a ser recolhidos durante o encontro de hoje, entre o Portimonense e o Moreirense, que abre a 27.ª ronda da I Liga.

Vestuário, comida, desinfetantes de água, barras energéticas, soluções orais hidratantes, pensos higiénicos, redes mosquiteiras, medicamentos antimaláricos e para a diarreia, velas, lençóis e mantas estão entre os bens essenciais que se pretendem angariar.

A campanha, que se realiza em parceria com a TAP e a Liga Moçambicana de Futebol (LMF), vai decorrer durante toda a 27.ª jornada da I e II ligas, que termina na segunda-feira.

A LPFP refere que “após a recolha dos bens doados, que será feita em todos os estádios por parte da Fundação do Futebol, a TAP fará a sua entrega em Moçambique com a maior brevidade possível”.

Pelo menos 493 pessoas morreram em Moçambique após a passagem do ciclone Idai, em 14 de março, e das cheias que se seguiram.

O último balanço, apresentado pelas autoridades, aponta ainda para 1.523 feridos e 839.748 pessoas afetadas pelo desastre natural de 14 de março e uma área submersa de 669.903 hectares (6.699 quilómetros quadrados).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.