Depois de uma longa maratona de audiências, os magistrados de um tribunal de Munique condenaram o agora defesa do Lyon, depois de 10 anos no Bayern Munique, culpando-o de agressão e ferimentos à sua antiga companheira.

Aos relatos das várias agressões, Boateng reagiu com um “não fui violento […], não a ataquei”.

O motivo da discussão terá sido o conjunto de exigências que a companheira lhe teria feito para o acompanhar para Paris, uma vez que o atleta estaria em negociações para ingressar no Paris Saint-Germain.

O internacional alemão incorria numa pena máxima de cinco anos de prisão pelos incidentes ocorridos no Caribe em julho de 2018.

Boateng, de 33 anos, e que sempre negou as agressões, verá resolvida em breve a questão da custódia das suas filhas gémeas, atualmente com 10 anos, e que vivem consigo.

Boateng foi campeão do Mundo pela Alemanha em 2014 e pelo Bayern Munique foi campeão da Europa por duas vezes e ganhou o título germânico em nove ocasiões.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.