Joana Ramos, que chegou a Baku na 26.ª posição do ‘ranking’, depois de um ano em que falhou algumas competições devido a uma pneumonia, ainda venceu o primeiro combate, com a norueguesa Madelene Rubinstein (78.ª), por ‘ippon’ (pontuação máxima).

No seguinte, diante do Buchard, com quem já tinha perdido nos Mundiais do último ano, em Budapeste, também nos oitavos de final, Joana Ramos esteve a perder por ‘waza ari’ e acabou derrotada por ‘ippon’.

Na mesma categoria (-52 kg), Mariana Esteves (74.ª) também venceu na estreia, a costa-marfinense Salimata Fofana (86.ª), perdendo no seguinte com a favorita japonesa Ai Shishime (10.ª), que, tal como Buchard, está nas meias-finais.

Em masculinos, nos -66 kg, João Crisóstomo perdeu na estreia com Artur Te, do Quirguistão, por ‘ippon’.

Na quinta-feira, no primeiro dia dos Mundiais, competição em que Portugal conta com 15 judocas, Catarina Costa (-48 kg) apenas perdeu na luta pela medalha de bronze, terminando em quinto lugar, depois de vencer quatro de seis combates.

Telma Monteiro, que compete no sábado nos -57 kg, é a única judoca portuguesa em prova com medalhas em Mundiais, quatro de prata e uma de bronze.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.