“Tenha a sensação de ainda ter futebol em mim, mas compreendo que as oportunidades aqui, no Chelsea, serão limitadas, daí ser tempo para um novo desafio”, escreveu o jogador na sua conta social no Instagram, sem revelar qual o futuro.

A imprensa adianta que Terry poderá estar a caminho da China, um novo ‘el dorado’ para jogadores, Estados Unidos, ou mesmo continuar em Inglaterra, mas em equipas de menor ambição, como o Bournemouth ou o Stoke City.

O jogador, que representou os seniores do Chelsea desde os 19 anos, em 1998, conquistou pelos londrinos quatro títulos na Liga inglesa (2005, 2006, 2010 e 2015), quatro taças de Inglaterra (2007, 2009, 2010 e 2012), três Taças da Liga (2005, 2007 e 2015) e uma Liga dos Campeões (2012).

John Terry foi sempre um admirador de José Mourinho, com quem se cruzou inicialmente em 2005, quando os londrinos contrataram pela primeira vez o português, e foi com o treinador que conquistou o seu primeiro campeonato inglês.

Em outubro, quando o novo clube de Mourinho, o Manchester United, visitou Stamford Bridge, foi público o abraço do central ao treinador português.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.