“A direção do Al-Fayha decidiu terminar a ligação contratual ao treinador português Jorge Simão”, informou o clube de Majmaa em comunicado, no qual agradece ao técnico “por tudo o que fez pelo clube”.

Jorge Simão, de 44 anos, tinha renovado contrato com o Al-Fayha por mais uma temporada, em maio, mas acabou por não resistir à derrota de segunda-feira com o Al Ittihad (4-1), a quinta nas últimas sete jornadas do campeonato.

A equipa ocupa o 13.º lugar, com 29 pontos, apenas um acima da zona de despromoção, quando faltam três jornadas para o final da competição.

O ex-técnico de Boavista, Sporting de Braga, Desportivo de Chaves, entre outros, chegou ao Al-Fayha no início da época de 2019/2020, em agosto do último ano, e viu a temporada suspensa a partir da 22.ª jornada, em 13 de março, devido à pandemia de covid-19.

Desde a retoma da prova, no início de agosto, o Al-Fayha disputou cinco jogos, perdendo três e empatando dois.

A Arábia Saudita conta ainda com os treinadores portugueses Rui Vitória, campeão na última época com o Al Nassr, atual segundo classificado, a seis pontos do líder Al Hilal, e com Vítor Campelos, que substituiu Paulo Sérgio no Al Tawoon (10.º).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.