Orgulhoso de receber estas regatas de barcos com 10 metros de comprimento (12, se incluirmos os gurupés), seis metros de largura e que podem atingir velocidades próximas dos 40 nós (74 hm/h), Hugo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Lagos, salientou que o GC32 Racing Tour “vem ao encontro da nossa estratégia de promoção dos nossos recursos naturais, nomeadamente o mar, e da nossa marca “Lagos de Descobertas”.

A prova que “promove” o “desporto náutico”, arrasta até ao campo de regatas e à baía de Lagos “atletas de excelência” e “um conjunto de parceiros” que colocam a cidade “no escrutínio e objetivas internacionais”.

Campeonato do mundo na Sardenha

Com o fim das Extreme Sailing Series o GC32 Racing Tour herdou algumas equipas da anterior competição náutica, entre elas, o Oman Air e a Alinghi, que disputaram taco-a-taco a temporada 2019 com a equipa de Ernesto Bertarelli (suiços da Alinghi) a terminar com uma dobradinha ao vencer o GC32 Racing Tour de 2019 e o campeonato do Mundo.

A sétima temporada terá, como tem sido norma, cinco locais, escolhidos pelas condições de vento e água plana ideais para a competição com estas máquinas voadoras.

A temporada 2020 começa como terminou em 2019: Muscat, Omã, de 25 a 29 de março na Marina Al Mouj de Mascate.

De Omã, o GC32 Racing Tour muda-se para Riva del Garda, no canto mais ao norte do lago de Garda, em Itália, 27 a 31 de maio. Segue-se Lagos e regresso a Itália, Villasimius, no sudeste da Sardenha, de 16 a 20 de setembro, etapa que acolhe igualmente o campeonato do Mundo. O local da 5ª e última etapa do GC32 Racing Tour, 21 a 25 de outubro, será anunciado em breve.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.