O avançado português Diogo Jota, e os brasileiros Alisson Becker, Fabinho e Roberto Firmino podem ficar impedidos de representar as respetivas seleções, uma vez que Portugal e o Brasil integram a lista de países sujeitos a quarentena de 10 dias à entrada no Reino Unido.

“Não temos de dispensar os jogadores e todos os clubes concordam que não devemos deixá-los viajar se depois tiverem de cumprir uma quarentena de 10 dias”, disse Jürgen Klopp, em conferência de imprensa.

O técnico dos campeões ingleses disse entender “as necessidades das federações”, mas lembrou: “Não se pode contentar toda a gente e a verdade é que somos nós, os clubes, que pagamos aos jogadores. Temos de ter prioridade”.

A seleção portuguesa de futebol, integrada no grupo A da zona europeia, inicia a qualificação para o Mundial de 2022 em 24 de março, com a receção ao Azerbaijão, no estádio José Alvalade, em Lisboa, seguindo-se deslocações à Sérvia, três dias depois, e ao Luxemburgo, no dia 30 do mesmo mês.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.