“A data do Juventus-Lyon, da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões da UEFA, ainda não está agendada, ao contrário do que foi anteriormente anunciado”, lê-se na página oficial do Lyon na internet.

No sábado, o presidente do Lyon, Jean Michel Aulas, disse que a Liga dos Campeões de futebol regressa em 07 de agosto, com o jogo da segunda mão entre os franceses e os italianos da Juventus, do português Cristiano Ronaldo.

Hoje, o Lyon sublinhou que a data do encontro entre franceses e italianos vai ser anunciada em breve e “diretamente” pela UEFA, quando for revelado o calendário completo para o reatamento da prova milionária.

“O Lyon também aguarda ansiosamente pela data da final da Taça da Liga [francesa] de 2020, a ocorrer provavelmente no início de agosto, o que permitirá que, ao contrário de outras equipas [francesas que já não vão competir esta época], a equipa se prepare para esta parte essencial da nova temporada”, realçou o clube liderado por Aulas.

Na final desta prova interna, o Lyon, que conta nas suas fileiras com o guarda-redes internacional português Anthony Lopes, e que afastou o Lille, de Renato Sanches, José Fonte, Tiago Djaló e Xeka nas meias-finais, vai encontrar o Paris Saint-Germain, que foi declarado campeão (pela terceira época seguida), depois de ter sido decretado o final antecipado da Liga francesa.

“O Lyon lamenta ter que operar com uma preparação diferente dos seus rivais europeus, que já retomaram, na sua maioria, os treinos”, vincaram os gauleses.

No sábado, Jean Michel Aulas já tinha lamentado a “desvantagem” das equipas francesas nas provas da UEFA, depois de a liga gaulesa ter dado a época por concluída, devido à pandemia de covid-19, com 10 jornadas por disputar.

O Lyon terminou o campeonato gaulês em sétimo lugar, com 40 pontos, a 28 do então líder Paris Saint-Germain, e fora dos lugares que dão acesso às provas europeias em 2020/21.

O campeonato francês de futebol, tal como o holandês, foi cancelado, enquanto países como Alemanha, Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal preparam o regresso à competição e à conclusão das provas, suspensas desde março devido à covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 279 mil mortos e infetou mais de quatro milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de 1,3 milhões de doentes foram considerados curados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.