O internacional chileno, acabado de contratar pelos ‘red devils’ ao Arsenal, estreou-se com uma boa exibição e participação direta nos dois primeiros golos do Manchester United, visto que saíram dos seus pés os passes para Marcus Rashford e Ander Herrera finalizarem, aos 41 e 61 minutos.

José Mourinho não apresentou nenhum dos habituais titulares, com exceção do espanhol Juan Mata, e a verdade é que o Yeovil deu excelente réplica na primeira parte, ao fim da qual só chegou a perder por um ‘brinde’ defensivo do lateral direito Tom James, que em vez de chutar a bola para canto esperou que o seu guarda-redes a recolhesse, permitindo que Rashford se intrometesse entre ambos e abrisse o marcador.

Na segunda parte, a resistência do Yeovil, que nunca deixou de procurar o golo e chegou a estar perto de o fazer, só quebrou na parte final, já acusar algum desgaste físico, quando Jesse Lingard e Romelu Lukaku marcaram, aos 89 e 90+3 minutos, dando uma expressão pesada ao resultado que não traduziu a superioridade do Manchester United.

Lukaku e Lingard foram lançados em campo por Mourinho no decorrer da segunda parte, a render Aléxis Sanchez e Juan Mata, aos 65 e 72 minutos, respetivamente.

De assinalar a entrada em campo aos 88 minutos do jovem Angel Gomes, campeão mundial de sub-17 por Inglaterra, filho de Gil Gomes, antigo campeão mundial sub-20 por Portugal, em 1991.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.