Miguel Oliveira, que de manhã fora o 13.º mais rápido, melhorou quase um segundo no treino da tarde, subindo uma posição na tabela de tempos e terminando o dia com o registo de 1.48,527 minutos, a 745 milésimos de segundo do mais rápido, o japonês Takaaki Nakagami (Honda).

“Foi uma sexta-feira positiva. Sinto-me mais competitivo do que no fim de semana passado. A nível de ritmo estou mais constante e rápido”, começou por explicar o piloto de Almada.

Miguel Oliveira revelou que ainda falta “adaptar a mota para uma volta rápida”, mas acredita que no sábado, dia em que se disputam mais duas sessões de treinos livres e a qualificação para a corrida, vai “melhorar ainda mais”.

“O objetivo continua a ser garantir o acesso direto à Q2 logo nos treinos livres”, frisou o piloto português, que terminou o dia com 36 voltas realizadas.

O GP de Teruel é a 11.ª de 14 corridas previstas para o Mundial de MotoGP deste ano, cujo calendário foi reformulado devido à pandemia do novo coronavírus, com Portimão a acolher a prova de encerramento, em 22 de novembro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.