Em todo o país estão previstas mais de 230 zonas de adeptos e cerca de um milhão de espetadores junto dos écrans gigantes existentes para a transmissão da final entre a França e a Croácia, no domingo.

Os números podem aumentar, segundo explicou em conferência de imprensa o ministro do Interior, Gérard Collomb, adiantando que a zona com maior capacidade será a dos Campos de Marte, junto à Torre Eiffel, em Paris, com 90.000 espetadores.

Para esta zona será destacado um efetivo de 4.000 agentes, com a colocação de um perímetro de segurança, no qual será feito um duplo controlo de entrada.

Em Estrasburgo, a zona de adeptos, um parque na cidade, tem capacidade para 25 mil pessoas, enquanto Toulouse e Lyon esperam cada cerca de 20 mil adeptos.

Caso a França ganhe o Mundial2018, “o dispositivo será reforçado”, afirmou o ministro, que não quis avançar qual o plano para segunda-feira, no regresso dos jogadores, algo que será anunciado pelo presidente Emmanuel Macron.

Ainda no sábado, no feriado nacional francês, do dia da tomada da Bastilha, existem igualmente muitas festividades, com bailes em todo o país, fogo de artifício e o tradicional desfile militar nos campos Elísios.

Esta cerimónia será presidida por Emmanuel Macron e contará com a proteção de 2.900 polícias e gendarmes, repetindo-se o mesmo para a noite, com a supervisão de 2.200 agentes num concerto nos Campos de Marte.

Outro dos desafios para as forças de segurança continua a ser a Volta a França em bicicleta, que prossegue no fim de semana.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.