Esta quarta-feira, o jornal espanhol El Confidencial voltou a áudios antigos e polémicos de Florentino Pérez. Depois de termos ouvido Pérez dizer que Casillas e Raúl, antigos futebolistas, ‘capitães’ e ‘lendas’ do Real Madrid, eram “as duas maiores fraudes” do clube madridista, o presidente do clube Merengue surge a criticar José Mourinho e Cristiano Ronaldo.

“O Cristiano está louco. Esse rapaz é um imbecil e um doente”, ouve-se numa das gravações. O presidente do Real Madrid descreve ainda Jorge Mendes e José Mourinho como dois “mal-educados” com “um ego terrível”.

“São os dois anormais”, diz, numa crítica às decisões tomadas pelo antigo 7 do clube e pelo atual técnico da AS Roma em negócios na área da publicidade.

Florentino Pérez acusa Pinto da Costa e Jorge Mendes de desvio de dinheiro

Também nas gravações divulgadas hoje, referente a um áudio de 2007, Florentino Pérez surge a acusar Pinto da Costa e Jorge Mendes de um esquema financeiro.

A gravação data de um período em que Pérez não estava na presidência do Real Madrid e referia-se diretamente ao negócio da vinda do central português Pepe para Madrid por 30 milhões de euros.

“Eu conheço o presidente do FC Porto. Que os 30 milhões saíram de lá e vieram para cá, de certeza. Agora, é preciso ver onde é a sede do banco. Ele faz isto com o Jorge Mendes, que é o representante do presidente, é o que engana estes todos. Com ele, tudo era estranho”, explica Florentino, acusando ainda "o Mendes e o presidente do FC Porto" de terem conseguido "o dinheiro do russo (Roman Abramovich), com Mourinho, (Ricardo) Carvalho e (Paulo) Ferreira" e de o terem levado para a Suíça. "Alguém tem de se chatear e dar-nos uma pista para essa conta”, conclui.

Florentino Pérez associa áudios à criação da Superliga

O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, afirmou na terça-feira que os áudios nos quais critica Iker Casillas e Raúl foram divulgados pelo facto de ele ter sido um dos impulsionadores da Superliga Europeia de futebol.

“As frases reproduzidas foram referidas em conversas clandestinamente gravadas pelo senhor José Antonio Abellán [jornalista], que há vários anos as tenta vender, mas sem sucesso. É surpreendente que, passados tantos anos, o jornal El Confidencial as tenha divulgado hoje”, observou Pérez, em comunicado.

O jornal El Confidencial divulgou áudios relativos a 2006, nos quais Pérez afirmava que Casillas e Raúl, antigos futebolistas, ‘capitães’ e ‘lendas’ do Real Madrid, eram “as duas maiores fraudes” do clube madridista.

“Casillas não é guarda-redes para o Real Madrid. Não é. Nunca o foi. Foi o grande erro que cometemos. Mas todos o adoram, todos gostam dele, todos falam com ele, defendem-no tanto. É uma das grandes fraudes. O segundo é Raúl. As duas maiores fraudes do Real Madrid são o Raúl, em primeiro lugar, e Casillas, em segundo”, ouve-se nos áudios divulgados hoje pelo jornal espanhol.

Florentino Pérez considerou que as declarações são “frases soltas e retiradas do contexto em que foram proferidas”, o que o leva a crer que foram divulgadas devido à participação do Real Madrid na criação da Superliga Europeia, que acabou por não se concretizar, face à controvérsia gerada e aos protestos por parte dos adeptos dos 12 clubes envolvidos no projeto.

“Divulgar essas declarações ao fim de tantos anos leva-me a acreditar que só o fizeram devido à minha participação na criação e promoção da Superliga”, referiu o presidente do Real Madrid, que vai avançar com ações judiciais e já entregou o caso aos seus advogados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.