“Ontem [na sexta-feira] fiquei verdadeiramente surpreendido com esse vídeo, com esta forma de festejar. Falámos internamente, podem estar certos disso”, afirmou Thomas Tuchel, em conferência de imprensa.

Vários jogadores do bicampeão francês surgiram, na sexta-feira, em vídeos divulgados nas redes sociais, na comemoração dos aniversários de Icardi, Cavani e Di Maria, todos nascidos em fevereiro.

“Isto deve permanecer no foro interno. Era um dia livre, é a vida privada…”, referiu o técnico alemão, rematando: “Não ficámos orgulhosos com estas imagens”.

O Paris Saint-Germain, que lidera a Liga francesa com 10 pontos de vantagem sobre o Marselha, perdeu por 2-1 no terreno do Borussia Dortmund, na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

"Ele disse isso?"

Após a derrota por 2- 1  com o Borussia, o técnico alemão afirmou que os jogadores do clube parisiense "jogaram com medo de cometer erros" e "sem confiança".

É impossível que jogadores como os do Paris Saint-Germain tenham "medo de disputar grandes jogos", garantiu já este  sábado o defesa Marquinhos, em resposta às declarações do técnico do clube.

"Ele disse isso?", surpreendeu-se Marquinhos durante a conferência de imprensa na véspera da partida contra o Bordéus para o campeonato francês. "Não posso comentar, teria que ouvir a declaração, mas não acho que tenha havido medo", afirmou.

"Somos grandes jogadores acostumados a jogar grandes partidas, alguns de nós foram campeões do mundo. Não dá pra dizer que esses jogadores têm medo de jogar grandes jogos", completou o brasileiro. "Não tivemos nossa melhor noite, mas o resultado não é o mais catastrófico do mundo, sabemos de nossa força e sabemos que será complicado para o Borussia fazer o mesmo jogo no Parque dos Príncipes" no jogo da segunda mão, no dia 11 de março.

Em relação à decisão de Tuchel de modificar o esquema tático habitual, deixando no banco o avançado argentino Mauro Icardi para jogar com três defesas, Marquinhos afirmou comprender o técnico.

"Ele tem a sua maneira de pensar, dá-nos muita informação, tenta encontrar um esquema tático que possa dar uma vantagem. Foi um jogo em que voltaram muitos jogadores lesionados, então talvez por isso mudou o esquema", analisou o jogador.

"A melhor resposta é no campo, não é uma derrota que vai mudar tudo, nos desestabilizar e nos desanimar", concluiu Marquinhos.

Notícia atualizada às 15h08m

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.