José Mourinho foi demitido pelo Tottenham Hotspur. A informação já tinha sido adiantada pela imprensa britânica mas foi agora confirmada pelo próprio clube inglês.

"José e a sua equipa técnica estiveram connosco num dos mais desafiantes períodos enquanto clube. José é um verdadeiro profissional que mostrou enorme resiliência durante a pandemia. A um nível pessoal, eu apreciei trabalhar com ele e lamento as que coisa não tenham corrido como ambos tínhamos previsto", escreve Daniel Levy, presidente do Tottenham, no comunicado oficial emitido pelo clube.

"Vai ser sempre bem vindo aqui e queremos agradecer-lhe a ele e à sua equipa pelas suas contribuições", lê-se ainda na nota, que adianta que Ryan Mason vai assumir o comando técnico para os treinos da equipa para já.

Contratado para substituir Mauricio Pochettino a 20 de novembro de 2019, Mourinho deixa assim o Tottenham ao fim de uma época e meia, sem vencer qualquer troféu. É a primeira vez na sua carreira desde a sua passagem pelo União de Leiria, em 2001/02, que o treinador abandona um clube sem ganhar qualquer título.

Depois de, na época passada, os Spurs terminarem em sexto lugar e fora do acesso à Liga dos Campeões, este ano os londrinos arriscam-se a seguir pelo mesmo caminho: estão em sétimo e já foram eliminados da Liga Europa.

Na sua passagem pelo Tottenham, Mourinho somou 44 vitórias, 19 empates e 23 derrotas.

Mourinho deixa o clube na véspera da final da Taça da Liga Inglesa, a ser disputada no próximo domingo frente ao Manchester City, e horas depois do clube anunciar que vai participar no polémico projeto da Superliga Europeia.

Segundo o The Athletic, as razões para o despedimento vão para lá do insucesso desportivo, prendendo-se também com as constantes críticas feitas pelo treinador aos seus jogadores e pela perceção de que os adeptos do Tottenham já se tinham virado contra a sua liderança à frente da equipa técnica.

Este é o quinto despedimento da carreira do treinador: Mourinho foi demitido após as suas duas passagens pelo Chelsea (2004/05 a 2007/08 e 2013/14 a 2015/16), pelo Real Madrid (2010/11 a 2012/13) e pelo Manchester United (2016/17 a 2018/19).

Na sua carreira, o treinador luso, que já venceu duas edições da Liga dos Campeões, uma Liga Europa e uma Taça UEFA, além de oito campeonatos nacionais, também orientou o Benfica, a União de Leiria, o FC Porto e o Inter Milão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.