Segundo o comunicado oficial no website da Roma, Mourinho chegou a acordo com os giallorossi para assinar um contrato de três anos enquanto treinador da equipa principal até 30 de junho de 2024.

Mourinho encontrava-se sem clube depois de ser despedido dos ingleses do Tottenham Hotspur a 19 de abril, pondo assim fim a uma ligação de cerca de ano e meio.

O treinador luso vai substituir assim o compatriota Paulo Fonseca, que abandonará o clube no fim da temporada. O anúncio da saída foi hoje feito também, num momento em que os romanos atravessam a pior fase da temporada, na sétima posição da Série a nove pontos da rival Lazio, e depois de uma pesada derrota frente ao Manchester United na primeira-mão das meias-finais da Liga Europa.

Esta confirmação marca o regresso de José Mourinho ao futebol italiano, já que comandou o Inter Milão entre 2008 e 2010, sagrando-se bicampeão da Série A com os nerazzurri e conquistando uma Liga dos Campeões, além de uma taça de Itália e uma supertaça italiana.

Este é o nono clube da carreira de José Mourinho. Depois de passagens pelo União de Leiria e SL Benfica, o treinador venceu dois campeonatos nacionais, uma Taça UEFA e uma Liga dos Campeões pelo FC Porto. Depois, na sua primeira passagem pelo Chelsea sagrou-se bicampeão (entre outros títulos) antes de rumar a Itália onde obteve os títulos acima mencionados.

Daí, Mourinho assumiu o comando do Real Madrid onde foi uma vez campeão espanhol em três épocas, saindo depois de volta para o Chelsea, onde voltou a vencer a Premier League. Despedido dos blues, mudou-se para o Manchester United onde não logrou ser campeão nacional, mas venceu uma Liga Europa. Só com o Tottenham é que o treinador não venceu qualquer troféu.

"Estamos entusiasmados e encantados por receber José Mourinho na família da AS Roma", escrevem o presidente, Dan Friedkin, e o vice-presidente, Ryan Friedkin, no comunicado, adiantando que "a contratação de José vai ser um grande passo em criar uma cultura de vitórias de longa duração e consistente no clube".

"Sendo um grande campeão que venceu troféus a todos os níveis, José vai conferir enorme experiência e liderança ao nosso projeto ambicioso", lê-se ainda.

Já da parte de Mourinho, o treinador agradeceu pela escolha para ser "parte desta visão". "Depois de algumas reuniões com a liderança e com Tiago Pinto [diretor desportivo], eu percebi imediatamente o nível das suas ambições para a AS Roma. É a mesma que sempre me motivou e juntos vamos querer construir um projeto vencedor nos próximos anos", lê-se.

O treinador disse ainda que foi também a "paixão incrível" dos adeptos romanos que o convenceu a juntar-se ao clube e desejou boa sorte a Paulo Fonseca para o resto da temporada, pedindo aos meios de comunicação discrição até juntar-se efetivamente à AS Roma.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.