A notícia de que Marcel Keizer estaria na eminência para assinar pelo Sporting ganhou força nos últimos dias na comunicação social, mas agora a sua contratação foi oficializada pelo clube de Alvalade.

O novo técnico dos 'leões' assinou um contrato válido por duas temporadas e meia, de acordo com um comunicado publicado na CMVM.

O comunicado na íntegra:

"A SPORTING CLUBE DE PORTUGAL – FUTEBOL, SAD (“Sporting SAD” ou “Sociedade”), vem, nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto artigo 248º-A do Código dos Valores Mobiliários, informar que chegou a acordo com Marcel Keizer para a celebração de um contrato de trabalho desportivo como treinador da sua equipa principal sénior de futebol, válido de 12 de Novembro de 2018 até ao dia 30 de Junho de 2021".

O técnico holandês, que orientava o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, sucede assim a José Peseiro, que deixou o comando técnico do Sporting em 1 de novembro, após a derrota por 2-1 na receção ao Estoril Praia, da II Liga de futebol, para a Taça da Liga.

O Sporting, que tem sido comandado interinamente pelo treinador Tiago Fernandes, ocupa o terceiro lugar da I Liga, a dois pontos dos líderes FC Porto e Sporting de Braga, sendo que na Liga Europa, e após o empate 0-0 hoje em Londres com o Arsenal, é segundo do grupo E com sete pontos, menos três do que os ingleses, já apurados para os 16 avos de final.

Keizer, de 49 anos, deixou o Al-Jazira em 2º lugar da Liga Árabe do Golfo sem ter sofrido qualquer derrota após 9 jornadas. Antes de rumar aos Emirados, tinha assumido o comando do Ajax aquando a saída de Peter Bosz para o Borussia Dortmund, no verão de 2017. Para lá chegar, muito pesou o seu trabalho na equipa de reservas da equipa de Amesterdão: com vários jogadores em idade júnior, terminou em 2º lugar da II liga holandesa. No entanto, iria ser despedido poucos meses depois, em dezembro, após o emblema de Amesterdão ter sido eliminado nos oitavos de final da Taça da Holanda.

Nascido a 15 de janeiro de 1969, em Badhoevedorp, é sobrinho de Piet Keizer, lenda do Ajax (ao lado de Cruyff formou uma linha avançada temível) e um dos principais obreiros das três Taças dos Campeões Europeus consecutivas que o clube de Amesterdão conquistou, entre 1971 e 1973. Nico Scheepmaker, escritor do país das tulipas, terá dito mesmo que "Cruyff é o maior, mas Keizer é o melhor".

Trata-se de um treinador metódico, inovador, atento ao detalhe no que à vertente tática do jogo diz respeito, e que admira a filosofia de John Cryuff. Porém, ainda que apreciador de um estilo ofensivo, um jornalista holandês, de acordo com o zerozero, deixa o aviso:

"O Marcel Keizer não vai ser só o treinador da equipa principal, é preciso ter isso em atenção. Ele vai estar atento a tudo o que rodeia o clube. Uma coisa é certa: tem de lhe ser dada uma oportunidade. Precisa de tempo para implementar aquilo que sabe, as suas ideias. Contratá-lo agora e despedi-lo daqui a dois meses não vai dar em nada".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.