O PP apresentou a proposta de lei com o objetivo de solicitar à Real Federação Espanhola de Futebol a realização de um jogo da seleção no San Mamés.

Na defesa da iniciativa, a secretária geral do PP, Nerea Llanos, afirmou que a seleção espanhola jogou pela última vez em Bilbau no ano de 1967, e que tal facto se deve “ao ‘antiespanholismo’ de alguns responsáveis políticos, que é absolutamente partidário e de outro século”.

Garbiñe Mendizabal, porta-voz do Partido Nacionalista Vasco, e Rebeka Ubera, em representação do partido EH Bildu, justificaram a rejeição da por considerarem que a seleção espanhola não representa a comunidade autónoma e pela necessidade de oficializar as seleções bascas.

Edurne García Larrimbe, do partido Elkarrekin Podemos, que se absteve da iniciativa, criticou o PP por “procurar conflitos onde não os há” e por ignorar que existe “uma importante reivindicação a favor do reconhecimento das seleções bascas assumida por uma grande parte da população”.

Rafi Romero, porta-voz do Partido Socialista de Euskadi-Euskadiko Ezkerra, expressou o apoio do partido à iniciativa do PP, argumentando que passaram vários selecionadores e jogadores bascos pela seleção espanhola

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.