Trinta. São 30 os pontos perdidos pelo Liverpool em relação à vigésima quarta jornada da temporada passada. As razões para tão má época já foram abordadas em ‘Terá um Liverpool arrogante colocado em risco o título?’; agora é altura de avaliarmos a dimensão dos estragos em comparação com as mais desastrosas épocas de defesa do título da Premier League, desde a sua criação em 1992.

Com 14 jornadas por jogar e 42 pontos por disputar, a época do Liverpool tornou-se em algo inesperado, numa ausência de contenção de estragos. Com três derrotas consecutivas e o arqui-rival Everton pela frente este fim de semana, os Reds irão entrar para o Top 5 das piores defesas de títulos da história da Premier League e não ficarão longe do primeiro lugar numa tabela de pontos perdidos em relação ao ano da glória. Vejamos com quem rivaliza a turma de Jürgen Klopp, campeã em título.

5 - Manchester City (2019/20)

Depois de vencer a Premier League, estabelecendo o recorde de pontos acumulados ao longo da temporada, nada mais, nada menos do que 100, em 2017/18, o City viria a ceder, duas épocas depois, à pressão do Liverpool, cuja motivação de vencer o campeonato já vinha de há alguns anos. Num campeonato que, a partir de certa altura, se tornou numa mera formalidade, os Citizens tiraram o pé do acelerador e acabaram a 17 pontos do primeiro lugar. Uma saturação e um ceder à pressão imposta pelos Reds, culminaram numa época menos positiva por parte do Manchester City.

4 - Manchester United (2013/14)

O primeiro título da era moderna da liga inglesa para o Manchester City, significava uma queda abrupta do Manchester United. A saída de Sir. Alex Ferguson na época anterior seria o início de uma reforma que continua incompleta aos dias de hoje, com o United ainda à procura de se encontrar novamente. Somando menos 25 pontos do que na época anterior, os Red Devils passaram de campeões para o sétimo lugar da tabela classificativa, entrando diretamente para o quarto lugar da tabela de maior diferença de pontos entre a época campeã e a da defesa do título.

3 - Blackburn Rovers (1995/96)

Beneficiando de um investimento milionário por parte de Jack Walker, especialmente em Alan Shearer e Chris Sutton, o Blackburn Rovers voltava à ribalta do futebol inglês 81 anos depois, conseguindo mesmo alcançar o título em 1994/95. Na temporada seguinte, o treinador vitorioso, Kenny Dalglish, passava a diretor desportivo, e Ray Harford entrava para o seu lugar, sem poder adivinhar que não viria a ter o mesmo sucesso que o técnico anterior. Depois de um começo de época pouco auspicioso, e de cair da Liga dos Campeões ainda na fase de grupos, a temporada acabaria por se tornar, na nossa lista, na terceira pior até ao momento. Uma diferença negativa de 28 pontos em relação à época do título, e uma descida para o sétimo lugar, seria o início do fim do Blackburn na Premier League que acabaria por não resistir à gestão, descendo de divisão em 1999.

2 - Chelsea (2015/16)

Numa época no mínimo atípica, em que o Leicester City acabaria por levar o título de campeão, o defensor do título era o ‘segundo Chelsea de José Mourinho’. Por muitos considerada a pior defesa de título de sempre, não ao nível de posição final na tabela, mas com toda a certeza ao nível da expectativa, os Blues dificilmente poderiam ter começado de forma mais desastrosa, com o treinador português a sofrer sete derrotas nos primeiros 12 jogos a contar para a Premier League. Com a relação entre jogadores e treinador a deteriorar-se, foi apenas uma questão de tempo até ao despedimento de Mourinho em vésperas de Natal de 2015. Gus Hiddink seria o sucessor, mas pouco conseguiria fazer para alterar a situação. Os londrinos terminaram em décimo lugar com menos 37 pontos que na época anterior.

créditos: GEOFF CADDICK / AFP

1 - Leicester City (2016/17)

Eis que chegamos à pior defesa de título da história da Premier League - e, diga-se, também aquela que foi a defesa do título mais improvável de todas. Após uma época de sonho, o pesadelo foi real e poderia ter sido muito, mas muito mais desgostoso. Encontrando-se a apenas um ponto da zona de despromoção à vigésima quinta jornada, houve quem tivesse apostado na descida de divisão dos Foxes. Com a saída do pilar N’Golo Kante, após ter conquistado o título na temporada anterior, a estrutura ruiu e os resultados foram devastadores. Contudo, o Leicester não ficaria na mó de baixo por muito tempo, reerguendo-se novamente e tornando-se na equipa que todos conhecemos aos dias de hoje. A época que levaria também ao despedimento de Claudio Ranieri, o homem que conseguira o impensável título de campeão, acabava com uma décima segunda posição a 49 pontos que o líder e menos 37 pontos somados que na época transata.

Premier League | 25.ª Jornada

Sexta-feira, 19 de Fevereiro
20:00 | Wolves v Leeds

Sábado, 20 de Fevereiro
12:30 | Southampton v Chelsea
15:00 | Burnley v WBA
17:30 | Liverpool v Everton
20:00 | Fulham v Sheffield Utd

Domingo, 21 de Fevereiro
12:00 | West Ham v Tottenham
14:00 | Aston Villa v Leicester
16:30 | Arsenal v Man City
19:00 | Man Utd v Newcastle

Segunda-feira, 22 de Fevereiro
20:00 | Brighton v Crystal Palace

Terça-feira, 23 de Fevereiro
18:00 | Leeds v Southampton

Esta semana na Premier League

Proibido de perder pontos, podendo com isso agravar ainda mais a sua situação, o Liverpool não poderia desejar pior adversário. Naquele que é um dos mais competitivos derbies da história do futebol inglês, o duelo de Merseyside promete, até porque ambas as equipas atravessam um mau momento. Com as emoções à flor da pele, quem levará a melhor em mais um imprevisível embate na Premier League? Além do jogo grande da jornada, o destaque vai para os dois jogos do Leeds que, colocando em dia o número de jogos jogados, poderá ultrapassar o Arsenal na tabela classificativa. Os Gunners, após o embate frente ao Benfica para a Liga Europa, defrontam um Manchester City que já vai numa sequência de 17 vitórias consecutivas em todas as competições.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.