Imbatíveis até há pouco tempo, os Reds acumularam três derrotas nos últimos quatro jogos que disputaram. Perderam em Madrid, contra o Atlético, no jogo dos oitavos de final da Liga dos Campeões (1-0); a seguir foram derrotados pelo Watford (3-0), perdendo a invencibilidade na Premier League; e, por fim, caíram novamente na terça-feira, também nos oitavos de final de uma competição, mas desta vez da Taça de Inglaterra, diante do Chelsea (2-0).

A sua única vitória nesse período foi durante um jogo sofrido de 3-2 contra o West Ham. E, além de receber o Bournemouth, o grande desafio do Liverpool acontece na quarta-feira, quando precisa dar a volta à eliminatória contra o Atlético de Madrid para continuar a ter aspirações de defender o seu título da Liga dos Campeões.

Em Stamford Bridge, a equipa comandada por Jurgen Klopp mostrou falha de coordenação no ataque e mostrou-se vulnerável na defesa, principalmente nos contra-ataques, contra um Chelsea que apresentou uma formação com vários jogadores que não figuram habitualmente no onze titular.

Para o jogo deste sábado, o técnico Jurgen Klopp não poderá contar com o guarda-redes habitual, o brasileiro Alisson Becker, a contas uma lesão no quadril.

"Ele passou por um teste no dia seguinte que não acusou nada. Esperamos por ele na próxima semana e veremos", disse Klopp nesta sexta-feira, sem especificar prazos. No lugar do brasileiro vai jogar o espanhol Adrián.

No campeonato, os 22 pontos de vantagem sobre o City (2º) são uma "reserva" mais do que suficiente para conquistar o seu primeiro título desde 1990.

Enquanto isso a equipa comandada por Pep Guardiola visita o United (5º) no quarto assalto de um clássico de Manchester que, por enquanto, a equipa visitante venceu sempre.

Os Red Devils venceram por 2-1 na primeira jornada da Premier League no Etihad e no jogo da semi final da Taça da Liga (1-0), ao passo que o City venceu na deslocação dessa competição (3-1).

O seu técnico Pep Guardiola elogiou o português Bruno Fernandes na sexta-feira, contratado ao Sporting na janela de Inverno pelo United, e que está a mudar a cara da sua equipa.

"Às vezes, os grandes jogadores têm uma boa influência. Ele é um grande jogador e é por isso que o United o contratou", disse o espanhol.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.