O jogador natural de Manacor, número três no ranking ATP, impôs-se a Djokovic, que defendia o título no pó de tijolo de Roma, pelos parciais de 7-5, 1-6 e 6-3, ao cabo de duas horas e 49 minutos de encontro.

Depois de um primeiro ‘set’ muito equilibrado e disputado, Nadal deixou-se quebrar duas vezes no segundo parcial e, ao terceiro ‘set point’ enfrentado, não conseguiu evitar o terceiro parcial.

Relegada a decisão para a partida decisiva, o esquerdino espanhol, de 34 anos, após anular dois pontos de ‘break’ no quinto jogo, quebrou o líder do ranking mundial logo a seguir (4-2) e, apesar de ter desperdiçado um ‘match point’ no oitavo jogo, fechou a contenda por 6-3.

Graças à vitória, Nadal igualou os 36 troféus de Djokovic em torneios de categoria Masters 1.000 e conquistou o segundo título da temporada, após o triunfo no ATP 500 de Barcelona.

Naquele que foi o seu 28.º triunfo em 57 encontros disputados com o sérvio, o antigo número um mundial tornou-se, pela 10.ª vez, campeão do Masters 1.000 de Roma, em vésperas de defender o 13.º título de Roland Garros, segundo 'major' da temporada.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.