Ballerini foi o mais forte na reta da meta após os 188 quilómetros entre Zakopane e Cracóvia, que cumpriu em 4:31.22 horas, impondo-se ao alemão Pascal Ackermann (Bora–hansgrohe) e ao compatriota Alberto Dainese (Sunweb).

O português Rui Costa (UAE–Emirates) chegou no pelotão, em 27.º, com o mesmo tempo, enquanto o compatriota e colega de equipa Rui Oliveira chegou a 2.54 minutos, em 131.º, e o seu irmão, Ivo Oliveira, não completou a tirada.

Na classificação geral final, Evenepoel, que tinha conquistado a liderança folgada no sábado, terminou com vantagem de 1.52 minutos sobre o dinamarquês Jakob Fuglsang (Astana) e 2.28 sobre o inglês Simon Yates (Mitchelton-Scott).

Evenepoel, de apenas 20 anos, venceu todas as corridas em que participou este ano, assumindo a liderança na Polónia depois de uma vistosa atuação a solo de 51 quilómetros, na etapa rainha de sábado, concluída em Bukowina Tatrzanska.

Em 2020 ganhou as voltas ao Algarve, San Juan Internacional e Burgos.

Rui Costa manteve a 10.ª posição da geral individual, a 3.19 minutos do vencedor, e Rui Oliveira terminou em 122.º a 47.37.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.