O jovem dianteiro português Ricardo Matos, ex-Olhanense, que assinou por três épocas e meia, com mais uma de opção, já foi apresentado oficialmente esta tarde, enquanto os outros dois reforços chegam nos próximos dias.

O jogador de 21 anos, formado no Benfica, entrou no radar dos responsáveis do Portimonense após ter marcado, na primeira metade da temporada, 10 golos ao serviço dos vizinhos algarvios.

“É um grande passo na minha carreira e foi dado no momento certo. Sou mais um para ajudar. A equipa vai melhorar com o tempo. São fases, é preciso confiar que a bola vai acabar por entrar”, disse, sobre o ciclo de seis jogos do Portimonense sem ganhar na I Liga, prometendo “muito trabalho”.

Ricardo Matos saiu dos juniores do Benfica para Itália, onde representou Ascoli e Casertana, garantindo que essa mudança o ajudou a crescer.

“Foi em Itália que amadureci, passei pelas dificuldades sozinho e foi isso que me fez crescer e ser o jogador que sou agora”, afirmou o jogador, que se caracteriza como “um avançado versátil, que gosta de ter bola, de criar e de fazer golos”.

Nos próximos dias serão apresentados Sapara, 27 anos, avançado nigeriano ex-Leixões (II Liga), e Julien Dacosta, 25 anos, lateral-direito franco-senegalês oriundo do Coventry, da segunda divisão de Inglaterra.

Em sentido contrário, o guarda-redes Ricardo Ferreira, 32 anos, rescindiu contrato e está de saída do Portimonense, depois de quase uma década a vestir a camisola dos algarvios.

Com 20 jornadas disputadas, o Portimonense ocupa o oitavo lugar da tabela na I Liga, com 25 pontos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.