O atacante de 35 anos, que anunciou que deixará o clube alemão ao fim da temporada, tem vindo a questionar-se como será a sequência da carreira.

"É muito, muito frustrante", reconheceu Robben em declarações ao diário Bild, referindo-se a um problema não identificado numa das coxas.

"Tentámos de tudo, mas por enquanto não está a funcionar. Infelizmente, esse é o problema: não sabemos o que é. É realmente difícil", declarou Robben, que jogou pela última vez a 27 de novembro. Nesse dia, o holandês brilhou na Liga dos Campeões, marcando dois golos na vitória por 5-1 sobre o Benfica.

"Por duas vezes fiquei muito perto [de recuperar], eu tinha voltado à equipa, mas acabei por ter um recaída", lamentou.

Apelidado de "jogador de cristal" no seu tempo no Real Madrid (2007-2009) devido à fragilidade física, Robben foi uma das peças-chave do Bayern Munique na década dourada que viveu o clube. O extremo, por exemplo, foi o autor do golo do título da Liga dos Campeões em 2013, na final vencida sobre o Borussia Dortmund (2-1).

Robben insinuou diversas vezes que pretende continuar a jogar futebol noutro clube, caso receba propostas sérias e interessantes. Por enquanto, o seu pai, que também é o seu empresário, negou boatos de que o filho estaria perto de assinar com o FC Tokyo japonês.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.