Cristiano Ronaldo é o principal favorito à conquista da Bola de Ouro na próxima segunda-feira, de acordo um estudo realizado pelo Observatório do Futebol da Universidade Europeia.

Construindo um modelo de perfil-tipo do vencedor do galardão que distingue, anualmente, o melhor jogador de futebol do mundo, através dos resultados apurados nas últimas 14 edições, o estudo destaca duas variáveis, entre várias (onde entram jogos e golos nas ligas nacionais e pelas seleções, por exemplo), que têm sido decisivas na atribuição do prémio: número de golos alcançados e a classificação obtida nas competições europeias.

E com base nesses dois critérios, os 15 golos marcados nas competições europeias (a terceira melhor marca de CR7) e a vitória na Champions League seriam suficientes para colocar o jogador de 33 anos como vencedor, de acordo com o modelo.

Ainda segundo as duas variáveis decisivas que definem o perfil-tipo, Luka Modric, galardoado com o Prémio “The Best” e um dos favoritos para obter o prémio Bola de Ouro, surge em 9º lugar neste ranking. A justificação está, apesar de também ter ganho a Champions League, no único golo que marcou na competição (além de ter sido finalista vencido no Mundial de seleções).

Perante os mesmos dados de avaliação do trabalho e entre as duas variantes que tiveram um peso decisivo nos últimos 14 anos apurados pelo estudo, Mohamed Salah, do Liverpool (finalista vencido da Liga dos Campeões e dez golos na competição), e Antoine Griezmann, do Atlético Madrid (conquista da Liga Europa, prova onde apontou seis golos, mais dois na fase de grupos da Champions, além do título de campeão do mundo pela França) ocupariam o segundo e terceiro lugar do pódio, respetivamente. Messi, Harry Kane, Mbappé, Hazard e Kevin De Bruyne, surgem nas posições seguintes, com Varane a fechar o Top 10.

créditos: EPA/WALTER BIERI

Canavarro. A exceção que confirma a regra

Atendendo a todas as variáveis que costumam decidir a escolha do vencedor da Bola de Ouro (golos, assistências, jogos e classificação na liga nacional; liga de origem; troféus; jogos, golos, assistências e classificação nas competições europeias; jogos, golos, assistências e classificação na seleção), o estudo do Observatório do Futebol da Universidade Europeia compara o rendimento e prestação futebolística das últimas 14 edições para construir o modelo de perfil-tipo do jogador que ganha o troféu.

De acordo com os resultados apurados pelo estudo, 62% das Bola de Ouro foram conquistadas por jogadores que, nesse ano, ganharam as competições europeias de clubes. No caso do Lionel Messi, 60% das Bolas de Ouro foram conquistadas ganhando a Champions League, enquanto no caso do Cristiano Ronaldo foi em 80%.

Como curiosidade, Fabio Cannavaro, vencedor da edição em 2006, é o único eleito que foge a essa tendência. O italiano não marcou um único golo em provas europeias e inclusive não ficou classificado nos primeiros quatro lugares destas competições.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.