Segundo anunciou hoje o WRC, Loeb, com o seu habitual co-piloto Daniel Elena, vai conduzir o C3 no México (8 a 11 de março), Córsega (5 a 8 de abril) e Espanha (25 a 28 de outubro), substituindo Craig Breen, que fará as restantes 10 provas do calendário, enquanto Kris Meeke cumprirá as 13.

“O sentimento que se tem ao volante de um carro de ralis é um dos mais emocionantes que já experimentei e estou entusiasmado por poder conduzir os novos WRC numa corrida. É bom poder fazê-lo numa equipa em que tive tanto sucesso”, disse Loeb.

O gaulês retirou-se dos ralis, a tempo inteiro, em 2012, depois de somar nove títulos e 78 vitórias, sendo que, após abandonar, participou em algumas provas, a mais recente a edição 2015 do Rali de Monte Carlo.

Em 2018, Loeb, de 43 anos, cumprirá três provas, sendo que já ganhou oito vezes em Espanha, seis no México e quatro na Córsega.

“Estávamos todos satisfeitos com os testes que fizemos este ano e estas três presenças são a sequência lógica disso”, explicou o francês, afirmando que correrá “sem nenhuma expectativa” e apenas pelo “prazer pessoal”.

O Mundial de ralis de 2018 arranca em Monte Carlo, de 24 a 28 de janeiro, e passa, de 16 a 20 de maio, por Portugal, palco da sexta prova do calendário.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.