A seleção portuguesa partiu esta manhã para Kaliningrado, com o objetivo de somar a terceira vitória consecutiva no principal escalão europeu da modalidade, com exceção do torneio das Seis Nações, uma meta que Patrice Lagisquet considerou “possível” se a equipa “trabalhar bem” nas formações ordenadas e espontâneas no solo (‘scrums’).

“Os jogadores têm de perceber que estes aspetos já não são uma fraqueza e ter confiança ao disputar essas fases com qualquer adversário”, apelou o treinador francês em declarações à agência Lusa, quando confrontado com as ‘tradicionais’ dificuldades da equipa nas fases estáticas e na luta de avançados.

Lagisquet apontou mesmo o exemplo do desafio anterior, com a Roménia, o “primeiro onde não sofremos pontos de ‘maul’ dinâmico”, para explicar que Portugal tem “boas hipóteses” de vencer a Rússia se mantiver o rendimento nessas fases e conseguir aproveitar quando tiver a posse de bola.

“A defesa e a disciplina serão as chaves do jogo. Depois, se conseguirmos ter bola na sequência de ‘scrums’ e alinhamentos, podemos fazer a diferença”, analisou o ‘Express de Bayonne’, acrescentando a “qualidade de jogo ao pé” aos fatores decisivos, caso a chuva se junte ao frio do inverno russo (são esperados seis graus centígrados à hora do jogo).

Para a confiança do técnico contribui a “maior experiência” da equipa em comparação com os primeiros jogos disputados sob o seu comando, em novembro, apesar das ausências dos profissionais Mike Tadjer e Jean Sousa, que regressaram aos seus clubes após o último jogo.

Para ‘compensar’ as ausências dos dois avançados, a Federação Portuguesa de Râguebi chamou Kevin Batista e Eric dos Santos, dos escalões semiprofissionais franceses, que se juntam aos jogadores do campeonato português e aos lusodescendentes Ivo Morais, Lionel Campergue, Fernando Ferreira, Thibault Freitas e Danny Antunes.

Portugal regressou este ano ao Europe Championship de râguebi e venceu os dois primeiros encontros, ambos em casa, frente à Bélgica (23-17) e à Roménia (22-11), ocupando o segundo lugar da competição, com oito pontos, a apenas um da Geórgia.

A seleção defronta a Rússia no sábado, às 14:00, seguindo-se a receção aos georgianos, em 07 de março, em Paris, e a visita a Espanha, em 15 de março, em Madrid.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.