O FC Porto pode assegurar a conquista do seu 28.º título de campeão nacional de futebol com um empate frente ao Feirense ou já hoje, sem jogar, caso Sporting e Benfica empatem.

Na antevisão ao jogo da penúltima jornada, Sérgio Conceição desvalorizou a possibilidade de o dérbi lisboeta decidir já o título e salientou que ninguém é campeão no sofá, valorizando, no entanto, o desempenho da equipa 'azul e branca' ao longo de toda a prova.

"Quero é ser campeão. Para mim, ninguém é campeão no sofá, somos campeões no sofá porque conseguimos no campo os pontos que nos permitem ser campeões”, afirmou.

No entanto, Sérgio Conceição identificou o cenário, que concretiza o objetivo do clube: "Se hoje acontecer um empate no dérbi sabemos que as outras equipas já não conseguem chegar ao primeiro lugar. Somos campeões. É isso que nós queremos e os adeptos também querem".

O treinador rejeitou ainda ter como meta evitar que o Benfica conquistasse cinco campeonatos consecutivos, mantendo o FC Porto como único a alcançar este feito.

"Nós não trabalhamos pelos recordes, mas para conseguirmos os objetivos, que são todas as provas internas em que participamos e ir o mais longe possível na Liga dos Campeões. Foi isso que me foi proposto", frisou.

Sérgio Conceição falou ainda sobre o mérito de ter recuperado alguns jogadores, como aqueles que regressaram após empréstimo, voltando a lembrar o facto de nada estar conquistado.

"Esse balanço não posso fazer neste momento. Estou completamente focado na equipa do Feirense. Isto ainda não acabou. Se vou começar a falar do mérito deste e daquele, estou a passar para um ponto pouco importante. Estamos extremamente focados no jogo de amanhã [domingo] e na vitória que queremos contra o Feirense", referiu.

Ainda assim, o treinador dos ‘dragões' falou da situação de Aboubakar e do facto de não ser opção para o ‘onze’ dos portistas.

"Tal como as equipas os jogadores têm ciclos que são menos positivos. O Aboubakar foi jogador extremamente importante durante a época, e ainda é. Numa altura em que o Marega e o Soares estavam lesionados e o Gonçalo [Paciência] ainda não estava, o Aboubakar andou meses a jogar sozinho, a suportar a equipa, era o único goleador e homem de área que tínhamos, e deu um contributo fantástico à equipa. Teve um momento menos bom e, neste momento, quem está a jogar está a jogar bem, é uma questão de merecer, e de opção. Quem merece joga e ponto", frisou.

Feirense não quer estragar a festa mas quer pontuar no Dragão

O treinador do Feirense assumiu hoje a necessidade de a sua equipa pontuar na visita ao FC Porto, no domingo, em jogo da 33.ª jornada da I Liga de futebol, sem pensar em estragar a festa aos 'dragões'.

"Estamos num momento difícil da época e, por isso, o Feirense tem de conseguir superar-se. É muito importante o Feirense pontuar. Os três pontos é o que idealizamos, mas somar um ponto também é ótimo, sobretudo porque é um jogo em casa de um 'grande'. A intenção do Feirense não é estragar a festa a ninguém, é pontuar. Os adeptos do FC Porto vão encher o estádio e querem uma vitória, mas o Feirense quer ficar na I Liga e vai à luta", afirmou Nuno Manta Santos.

créditos: ANTONIO COTRIM/LUSA

Para isso, o treinador advertiu, em conferência de imprensa, que a sua equipa terá de esta na máxima força no jogo marcado para o Estádio do Dragão, no domingo, a partir das 20:15.

"Falámos dos pontos fortes do FC Porto, que são muitos. O nosso adversário precisa de um ponto para garantir o título e acredito que vai fazer tudo por tudo para vencer o jogo, porque é essa a sua cultura e o seu ADN. O Feirense tem de trabalhar muito, e estar muito focado e concentrado, acreditando que é possível trazer um resultado positivo, os três pontos, e dificultar ao máximo o jogo ao FC Porto, sabendo que é uma tarefa difícil", afirmou.

Nuno Manta Santos considerou o jogo decisivo para as duas equipas e, por isso, garantiu que o Feirense vai aplicar-se ao máximo para contrariar o favoritismo do FC Porto e assegurar a manutenção.

"Não há relaxamento no FC Porto. Daquilo que conheço e vejo, o foco do FC Porto é bater o recorde de pontos e bater o recorde de golos marcados. É isso que vai tentar. Gostava de ter a pressão do FC Porto. Ambas as equipas têm pressão, pois podem garantir amanhã [no domingo] os seus objetivos. Gostava que uma equipa pudesse ser campeã e a outra garantisse a manutenção. Seria um sonho. Mas para os sonhos se tornarem realidade, é preciso trabalhar", vincou.

Para isso, o Feirense, 15.º classificado, com 30 pontos, tem de estar na máxima força frente aos 'dragões', que lideram o campeonato com 82 e até podem iniciar o encontro já com o título de campeão assegurado.

"Sabemos que a margem de erro é mínima e isso obriga a que o nosso foco e concentração sejam maiores. A nossa concentração tem de ser máxima e a nossa vontade e inteligência tem de estar no auge se quisermos trazer pontos. O erro paga-se caro e é isso que queremos diminuir ao máximo, para podermos aproveitar os erros do nosso adversário. Se tivermos de defender todos dentro da área, vamos defender todos", explicou.

Babanco, devido a castigo, Barge, lesionado, e Zé Manuel, que está emprestado pelo FC Porto, são baixas na equipa de Santa Maria da Feira para o jogo da penúltima jornada da I Liga.

Lusa/Fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.