Os vários grupos parlamentares consideraram que o reconhecimento das edições do Campeonato de Portugal realizadas entre 1922 e 1938 é matéria, dada a sua especificidade, da competência da FPF.

Não obstante, o vogal da direção dos ‘leões’, Rahim Ahamad, considerou que, nas intervenções de hoje no plenário da Assembleia da República a propósito deste tema, foi percetível a vontade das forças partidárias para que exista um esclarecimento e uma reposição célere da verdade histórica.

Neste pressuposto, Rahim Amahad ‘passou a bola’ à FPF: "Este mesmo esclarecimento cabe à Federação Portuguesa de Futebol, desejando o Sporting tão somente que a entidade que superintende a modalidade em Portugal siga as boas práticas internacionais, como foram os casos de Itália e Alemanha.”

“Este é um tema que se vai manter no topo da agenda deste Conselho Diretivo, pois estão em jogo a memória e a história de muitas famílias de campeões, sendo bom recordar que o capitão do Sporting no título de 1923 foi o nosso fundador Francisco Stromp”, disse o dirigente ‘leonino’.

A intervenção de hoje da Assembleia da República surgiu na sequência de uma petição remetida às diversas forças partidárias a pedir o reconhecimento das 17 edições do Campeonato de Portugal, realizadas entre 1922 e 1938 e não declaradas pela FPF, sendo que quatro desses títulos foram conquistados pelo Sporting (1922-23, 1933-34, 1935-36 e 1937-38).

O Sporting, que suscitou a discussão do tema em outubro de 2016, pretende ver reconhecidos os quatro títulos de vencedor do Campeonato de Portugal, os quais, no seu entendimento, equivalem a quatro títulos de campeão nacional, que deviam somar aos 18 que já são reconhecidos oficialmente pela FPF.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.