João Sousa e Carreño-Busta cederam em três ‘sets’ face aos colombianos Juan-Sebastian Cabal e Robert Farah, pelos parciais de 6-3, 4-6 e 4-10, no ‘super tie-break’ que decidiu o título na terra batida de Roma.

O número 1 português em singulares nunca tinha atingido um final de um torneio da categoria Masters 1.000, sendo que, ao chegar à final, a dupla luso-espanhola coletou 600 pontos para o ‘ranking’ de pares e um prémio de 141.820 euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.