De acordo com a cadeia televisiva NHK, o segundo caso positivo foi detetado num atleta, e surge dois depois de um treinador ter testado positivo na chegada ao aeroporto nipónico e de ter sido colocado de imediato em isolamento.

A NHK indica que o atleta que testou positivo para o novo coronavírus está assintomático e já deu entrada numa unidade de saúde para ser observado.

Depois de ter sido detetado o primeiro caso de infeção, os oito atletas da comitiva, que inclui pugilistas, halterofilistas e nadadores, foram colocados em quarentena.

Toda a comitiva do Uganda está vacinada e apresentou testes negativos realizados 72 horas antes da chegada ao Japão, anfitrião dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, entre 23 de julho e 8 de agosto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.