"Ele é o treinador que eu escolhi, ele é o treinador do Sport Lisboa e Benfica, ele vai continuar a ser o treinador do Sport Lisboa e Benfica. Ele é o treinador que melhor compreende o projeto do Benfica, por isso, é um homem que veio para ficar e peço para ele um grande apoio", frisou hoje Luís Filipe Vieira, na Covilhã, durante o jantar que celebra a inauguração das Casas do Benfica na cidade e no Tortosendo.

O dirigente 'encarnado' reconhece o mau início de campeonato e um percurso na Liga dos Campeões que não está de acordo "com os pergaminhos do clube", mas lembra que o Benfica é tetracampeão de futebol, que venceu a Taça de Portugal e a Supertaça.

Luís Filipe Vieira pede que "a sintonia" não fique comprometida por causa dos resultados recentes e manifesta a sua convicção de que "o Benfica vai ser penta".

"Por meia dúzia de resultados parece que estamos a por tudo em causa. Tudo o que fizemos e tudo o que podemos fazer", criticou Luís Filipe Vieira, que sublinhou ser "nas horas menos boas" que o apoio é mais necessário.

O presidente do Benfica disse não existir ninguém infalível.

"Não há ninguém que seja infalível, que seja invencível. Por isso, acredito que vamos ser penta", acentuou Luís Filipe Vieira, muito aplaudido pelos adeptos presentes.

"É tempo de acabar com as ameaças e insinuações sobre os agentes desportivos"

 O líder encarnado disse hoje estar na altura de acabar com as ameaças e insinuações sobre os agentes desportivos e considera que é necessário mudar de atitude no futebol.

"É tempo de acabar com as ameaças e insinuações sobre os agentes desportivos. Neste tempo de Natal, é tempo de família, é tempo também de a família do futebol mudar de atitude".

Luís Filipe Vieira sublinha ser importante todos assumirem as suas responsabilidades, pede celeridade no apuramento "da verdade" e manifesta a disponibilidade do clube para ajudar a encontrar soluções.

"O Benfica reitera todo o seu empenho em contribuir, junto das instâncias do futebol e do próprio Governo, no encontro de soluções que ponham fim a esta escalada vertiginosa que a nenhuma instituição desportiva deverá interessar", acentuou o presidente do Benfica.

Para o dirigente, está na hora de criar no futebol um outro ambiente.

"É tempo de criar um outro ambiente no futebol português e à volta dele. Qualquer tentativa de prolongar o actual clima que se vive será um desastre para o desporto, mas também para a economia, para a sociedade portuguesa e para a afirmação internacional de Portugal", considerou Luís Filipe Vieira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.