“Não tenho dúvidas de que todos os projetos idealizados continuarão a ser implementados. Agradeço à RFS e espero que no futuro possamos voltar a colaborar”, refere o antigo árbitro internacional Vitor Pereira, no comunicado divulgado pela federação russa.

Na hora da saída, a RFS agradece a Vítor Pereira, “pelo seu trabalho e postura profissional” e garante que “os projetos em curso terão continuidade”, enquanto deixa em aberto a possibilidade de retomar a cooperação no futuro.

A RFS adianta ainda que Vítor Pereira foi substituído interinamente por Pavel Kamantsev.

A rescisão de Vitor Pereira com a RFS surge uma semana após o antigo árbitro ter regressado a Portugal, devido ao clima de incerteza na sequência da invasão da Ucrânia pela Rússia, onde continuava a colaborar remotamente com a Comissão de Arbitragem.

Vítor Pereira foi árbitro durante 23 épocas, tendo integrado os quadros da UEFA durante 11 anos, durante os quais dirigiu 104 jogos internacionais, 24 dos quais da Liga dos Campeões.

Do currículo fazem ainda parte as presenças nos Mundiais de 1998, em França, de 2002, na Coreia do Sul e Japão, e no Europeu de 2000, na Bélgica e nos Países Baixos, e três finais de provas continentais (Supertaça, Taça UEFA e Taça Intertoto).

Vítor Pereira foi membro do Comité de Arbitragem do organismo máximo do futebol europeu e liderou o setor da arbitragem nas federações portuguesa, entre 2011 e 2016, grega e checa. Esteve ainda envolvido num projeto da federação brasileira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.