No processo que deu hoje entrada no Juízo de Comércio de Lisboa, a SAD vimaranense reclama a insolvência do Sporting, devido ao atraso no pagamento de cerca de quatro milhões de euros.

O avançado brasileiro foi contratado pelos 'leões' ao Vitória de Guimarães no verão passado, por 6,5 milhões de euros.

No entanto, o clube de Alvalade já reagiu em comunicado.

João Sampaio, vice-presidente do Sporting, manifestou hoje “estranheza” pelo facto do Vitória de Guimarães pedir a insolvência da SAD ‘leões’, considerando isso um “desrespeito” pelo clube, que promete pagar o futebolista Raphinha “a curto prazo”.

“Estranhamos a posição do Vitória Sport Clube, na medida em que preferem o histerismo público em vez de esperar pela solução de curto prazo que propusemos e que ignoraram”, criticou.

O dirigente garantiu que o Sporting “honrará, como sempre”, os seus compromissos e promete guardar para memória futura a atitude do clube minhoto, que reprova.

“Não deixaremos de distinguir quem se portou com dignidade e respeitou a instituição Sporting Clube de Portugal; e quem, de uma maneira mais direta ou menos direta, e sem nenhuma vantagem, nos desrespeitou”, avisou.

João Sampaio assumiu que é “pública” a situação financeira complicada do Sporting, bem como o trabalho que esta direção está a realizar para a resolver.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.