Os ‘encarnados’, que já haviam vencido em Lisboa por 3-0, por esclarecedores 25-17, 25-16 e 25-16, impuseram-se agora pelos parciais de 13-25, 16-25 e 18-25.

A clara maior experiência dos campeões nacionais, superiores em todos os capítulos do encontro, foi decisiva perante um adversário mais jovem e liderado pelo húngaro Robert Koch, antigo distribuidor dos campeões portugueses e que já na altura foi treinado por José Jardim.

O detentor da Taça da Áustria ainda começou os vários ‘sets’ na frente, mas o desafio serviu mais como um jogo-treino para o Benfica, após derrota no fim de semana 3-2 em casa do Sporting de Espinho, no segundo desaire em 14 jornadas do campeonato.

O Benfica foi finalista da Taça Challenge em 2015, tendo perdido para os sérvios do Vojvodina Novi Sad, com derrota fora por 3-1 e vencendo em casa por 3-2.

Na quarta-feira, os açorianos do Fonte Bastardo recebem os azeris do Lokomotiv Baku, tendo de recuperar de uma desvantagem de 3-1.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.