De acordo com o Boletim Económico de junho hoje apresentado, o BdP melhorou em 0,7 pontos percentuais a projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) este ano face ao antecipado em março (para os 2,5%), em 0,3 pontos percentuais o valor esperado em 2018 (para os 2%) e em 0,2 pontos percentuais em 2019 (para os 1,8%).

Esta revisão em alta das previsões de crescimento da economia portuguesa foi, assim, mais acentuada em relação ao ano em curso, o que reflete um desempenho mais positivo do que o esperado do primeiro trimestre, tendo sido mais modesta para os anos seguintes.

No entanto, tal como em março, a instituição liderada por Carlos Costa continua a antecipar uma desaceleração do ritmo de crescimento em 2018 e 2019, apesar de ter melhorado as projeções.

A confirmarem-se as estimativas hoje avançadas pelo BdP, isso significa que este crescimento da economia portuguesa de 2,5% em 2017 ficará ao nível do registado em 2007, sendo preciso recuar até ao ano de 2000 para encontrar um nível de crescimento do PIB superior (foi 3,8% naquele ano).

Estes números apontam também para que o PIB cresça a um ritmo superior ao da área do euro e ao registado desde o início da recuperação económica, com o BdP a antecipar que, em 2019, o nível do PIB supere o observado em 2008, antes da crise financeira global.

A recuperação económica até 2019 ficará a dever-se a "um maior dinamismo das exportações", cujo contributo para o crescimento do PIB deverá ser de 1,8% este ano, de 1,2% no próximo e de 0,9% no último ano da projeção, sendo superior ao contributo da procura interna, que deverá ser de 0,8 em cada um dos três anos em análise.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.