Os empréstimos para empresas foram de 2.029 milhões de euros em agosto, o que significa menos 452 milhões de euros face aos 2.481 milhões de euros de julho, e é mesmo o mais baixo desde janeiro de 2003, segundo os últimos dados disponíveis.

Também o crédito a particulares registou uma redução em agosto.

No caso dos empréstimos para compra de casa, estes baixaram pelo segundo mês consecutivo para 477 milhões de euros.

O valor concedido em agosto significa menos oito milhões de euros face aos 485 milhões de euros de julho, quando já tinha havido uma redução da concessão de empréstimos face ao mês anterior.

Também nos empréstimos para outros fins houve uma redução, ao serem concedidos em agosto 143 milhões de euros, abaixo dos 170 milhões de euros de julho.

Já as novas operações de crédito ao consumo foram de 323 milhões de euros, neste caso acima dos 299 milhões de euros de julho.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.