Num comunicado divulgado no portal da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a EDP refere que a venda da participação acionista de 100% num portfólio eólico de 221 MW “engloba cinco parques eólicos, dos quais 96 MW estão em operação desde 2018-19 e os restantes 125 MW entraram em operação em dezembro de 2021”.

A transação vai contribuir com 534 milhões de euros “de encaixe na rotação de ativos” e insere-se “no contexto do programa de rotação de ativos de 8.000 milhões de euros para 2021-2025”, com o qual a EDP quer “acelerar a criação de valor e reciclar capital para reinvestir em crescimento rentável”, refere.

Na nota, a EDP assegura que as condições precedentes à transação estavam verificadas em 31 de dezembro de 2021 e que a conclusão financeira foi agora finalizada.

Aquando do anúncio da venda, em julho de 2021, a EDP Renováveis apontou que após a conclusão da transação, estes parques serão geridos pela Exus Management Partners, “que possui uma forte presença na Península Ibérica”.

A EDP Renováveis é detida em 74,98% pela EDP.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.