Num discurso na Assembleia Parlamentar franco-alemã, Lagarde disse que nos últimos seis meses, “o BCE não foi a única alternativa”.

“As nossas medidas foram complementadas com respostas orçamentais enérgicas a nível nacional e europeu. Este foi um fator importante para aliviar o impacto da pandemia no mercado laboral e nos empréstimos bancários”, apontou.

“Consideramos que a economia continua a necessitar desse apoio para que a recuperação económica continue e se fortaleça mais”, indicou a presidente do BCE.

Lagarde também considerou que a “Europa se reforçou durante esta crise” e que é preciso aprofundar essa união.

“Necessitamos de completar finalmente a união bancária e criar uma união dos mercados de capitais genuína”, afirmou, num discurso citado pela agência Efe.

A Assembleia Parlamentar franco-alemã é presidida pelo alemão Wolfgang Schäuble, presidente do Bundestag (câmara baixa do parlamento da Alemanha), e pelo francês Richard Ferrand, presidente da Assembleia Nacional francesa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.