A venda da participação detida pelo grupo CEMG no BTM proporcionou um proveito estimado de 3,2 milhões de euros nas demonstrações financeiras consolidadas de 2018, explica no comunicado.

Mas a concretização desta operação originou a perda de controlo desta subsidiária, determinando, de acordo com as normas contabilísticas aplicáveis, a reciclagem da reserva cambial negativa de 6,8 milhões de euros por contrapartida de resultados do exercício.

“Assim, os resultados líquidos da CEMG vão ser afetados desfavoravelmente em 3,6 milhões de euros”, conclui a instituição na informação complementar sobre a venda da participação.

No comunicado, o grupo acrescenta que, ao nível dos rácios de capital da CEMG, esta operação aportou impactos estimados positivos de 9 pontos base no rácio Core Tier 1 (Common Equity Tier 1) e de 6 pontos base no rácio de Capital Total, em ambos os casos suportados na diminuição dos ativos ponderados pelo risco.

O acordo de venda da participação detida no capital social do BTM concretizou a venda da participação de 45,78% que a participada Montepio Holding detinha no capital social do Banco Terra.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.