No terceiro trimestre do ano, a terceira economia mundial contraiu 0,3% em comparação com os meses de abril a junho do ano corrente, segundo dados divulgados pelo Governo nipónico.

A contração registada pela economia japonesa é a maior desde o quarto trimestre de 2015.

O consumo interno, principal pilar da economia nipónica, diminuiu 0,1% em relação ao segundo trimestre do ano e 0,5% em comparação com os meses de julho a setembro de 2017.

As exportações, outro dos componentes que mais contribui para a trajetória expansionista da economia nipónica, caíram 7,1% em comparação com o terceiro trimestre do ano passado.

Tanto a diminuição do consumo interno, como das exportações, segundo as autoridades, verificou-se devido aos desastres naturais que atingiram aquele país asiático no terceiro trimestre, como as inundações no oeste do Japão em julho, o poderoso tufão que causou estragos na cidade de Osaka (oeste do país) e arredores, bem como o sismo em Hokkaido, em setembro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.