Este encontro, explicou à AFP Yago Álvarez Barba, um dos organizadores, quer unir diferentes iniciativas que partilhem o objetivo de "acabar com a austeridade e democratizar a Europa".

Entre os promotores das jornadas, que acontecem nas instalações do antigo "Matadero Madrid", transformado num grande centro cultural, estão partidos políticos, como os espanhóis Podemos, Izquierda Unida, Izquierda Unitaria Europea, ou a plataforma antiliberal Attac.

O evento foi inaugurado na noite de sexta-feira pelo presidente do partido alemão Die Linke, Oskar Lafontaine, e pela ex-presidente do Parlamento grego Zoe Konstantopoulou. O encontro conta também com presença do ex-ministro grego das Finanças Yanis Varufakis.

O Fórum para um Plano B na Europa acontece após o lançamento, no dia 9, em Berlim, do movimento DiEM25, de Varufakis. Também acontece após uma reunião em Paris que levou "à criação de uma conferência permanente do plano B", da qual fazem parte o encontro de Madrid e os que serão realizados este ano na Alemanha e na Itália.

O objetivo é "criar um espaço onde as pessoas possam debater de maneira conjunta", afirmou Álvarez. "Esperamos que daqui saiam estratégias comuns", acrescentou.

A agenda deste fim de semana inclui, ainda, oficinas sobre a economia na Europa, a regeneração democrática, a dívida pública, o direito dos trabalhadores, as alterações climáticas e a crise dos refugiados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.