Segundo os dados da Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), “em abril de 2020, o valor da remuneração base média mensal dos trabalhadores a tempo completo no setor das administrações públicas situava-se em cerca de 1.532,7 euros”.

Este valor corresponde a um aumento homólogo de 3,3% e deve-se sobretudo à atualização do valor da base remuneratória para os 645,07 euros e ao “valor das remunerações base mensais na Administração Pública” bem como à subida do salário mínimo nacional para 635 euros e ao descongelamento das carreiras, explica a DGAEP.

Comparando com o mês de referência do trimestre anterior (janeiro de 2020), o aumento global médio foi de 1%.

A DGAEP destaca que na carreira de investigação científica verificou-se uma redução de 3,3% na remuneração base média “em resultado dos movimentos de entrada e saída de trabalhadores com diferentes níveis remuneratórios (entrada de novos trabalhadores em níveis remuneratórios na base da carreira)”.

Já em relação ao ganho médio mensal (incluindo suplementos, horas extra e prémios), o aumento homólogo em abril foi de 2,9%, para 1.782,80 euros, o que significa que face ao trimestre anterior (janeiro) houve um crescimento de 0,8%.

“Estas variações resultam sobretudo do aumento da remuneração base média mensal e da diminuição global da importância das restantes componentes do ganho, como prémios e subsídios ou suplementos regulares, e pagamentos por horas suplementares ou extraordinárias”, indica a DGAEP.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.