As duas partes chegaram a um acordo “de princípio” sobre uma revisão do seu tratado de comércio livre de 2012 após várias semanas de negociações, afirmou hoje o ministro do Comércio sul-coreano.

A economia sul-coreana é fortemente dependente do comércio externo e os Estados Unidos são o seu segundo maior parceiro.

Segundo a nova versão do acordo de comércio livre EUA-Coreia do Sul, Seul abrirá mais o seu mercado automóvel aos construtores norte-americanos e aceita prolongar por 20 anos, até 2041, as taxas norte-americanas de 25% sobre as carrinhas sul-coreanas.

Em relação ao aço, Seul aceita uma quota anual de exportação para os Estados Unidos de 2,68 milhões de toneladas, ou seja, 70% da média das suas exportações anuais nos últimos três anos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.