Em comunicado, a CP -- Comboios de Portugal justifica que a decisão, tomada "no âmbito do plano de contingência" da covid-19, surge "na sequência da renovação do estado de emergência", com a limitação à circulação no período da Páscoa.

Assim, a CP "implementou alterações à oferta, que estarão em vigor entre as 00:00 do dia 09 de abril (quinta-feira) e as 24:00 do dia 13 de abril (segunda-feira)".

"Durante este período, fica suspensa a circulação dos comboios de serviço de Longo Curso, Alfa Pendular e Intercidades, em todos os eixos, a nível nacional, com exceção de algumas ligações a Évora e Beja, assegurando a mobilidade estritamente necessária nestes eixos, que não dispõem de Serviço Regional", explica a CP.

Segundo a empresa, "serão ainda introduzidas alterações às ofertas de comboios urbanos e regionais", sendo que "a atualização da informação sobre a oferta CP está disponível em www.cp.pt".

No comunicado, a CP adverte ainda os clientes "para a necessidade de cumprimento das regras de recolhimento domiciliário e da limitação à circulação no período da Páscoa, num contributo essencial para evitar a transmissão do vírus e conter a expansão da doença covid-19".

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 82 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 260 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 380 mortes, mais 35 do que na véspera (+10,1%), e 13.141 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 699 em relação a terça-feira (+5,6%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril, depois do prolongamento aprovado na quinta-feira na Assembleia da República.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 de março o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

SR // MSF

Lusa/Fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.