É oficial: no primeiro trimestre de 2021, utilizadores em todo o mundo bateram o recorde de dinheiro gasto em apps. O novo relatório da App Annie, reporta que 32 mil milhões de dólares (27 mil milhões de euros) foi quanto todos nós gastámos em novas aplicações iOS e Google Play. O aumento foi de 40% desde o mesmo período do ano passado. Não há nada como uma pandemia global em que não se pode sair de casa…

  • Que gigante ficou ainda mais gigante? O iOS viu o gasto maior por parte do consumidor do que o Android (21 mil milhões de dólares, contra 11 mil milhões de dólares). No entanto, ambas as lojas de apps tiveram um aumento de vendas de 40%, face ao mesmo período do ano anterior.
  • Onde é que se gastou mais? Nos jogos, a registar gastos por parte dos utilizadores de 22 mil milhões de dólares, 13 mil milhões no iOS (aumento de 30%) e 9 mil milhões no Android (aumento de 35%). Os jogadores descarregaram cerca de mil milhões de apps de jogos por semana, um aumento de 15% em relação a 2020. O jogo Among Us desceu para o segundo lugar no top de jogos, sendo substituído pelo jogo Join Clash 3D.
  • O ano em que (quase) tudo começou. À medida a que tudo começou a fechar devido às restrições por causa da COVID-19, os consumidores começaram a descarregar várias aplicações relacionadas com o trabalho, a escola, as compras, o fitness ou entretenimento. Em 2020, registaram-se cerca de 218 mil milhões de downloads em todo o mundo, um número recorde que representou um gasto de 143 mil milhões de dólares. Esta tendência só se acentuou em 2021.
  • No topo do downloads está o TikTok, que foi a aplicação mais descarregada no primeiro trimestre de 2021. Seguem-se depois o Facebook, o Instagram, o Telegram, o WhatsApp e, claro, o Zoom.
  • No topo dos gasto$: apesar de ser o rei dos downloads, o TikTok ficou apenas em segundo lugar no que toca a gastos do consumidor. Neste aspeto, o Youtube ficou em primeiro lugar, seguindo-se então app de vídeos curtos, e depois o Tinder, o Disney Plus, ou Tencent Video e o BIGO LIVE. A Netflix deixou de fazer parte deste top, agora que incentiva os utilizadores a fazerem diretamente as subscrições, em vez de através da app.
  • No topo do uso efetivo: no que toca ao uso mensal ativo destas aplicações, lidera o Facebook, seguido do Whatsapp, do Facebook Messenger, do Instagram, da Amazon, do Telegram, do Twitter, e só em oitava lugar, do TikTok.

Veja as listas completas aqui.

  • Esta história fez parte da última edição da newsletter Next. Subscreva aqui para receber mais histórias do mundo da inovação e das empresas no seu e-mail.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.

Um artigo do parceiro

The Next Big Idea é um site de inovação e empreendedorismo, com a mais completa base de dados de startups e incubadoras do país. Aqui encontra as histórias e os protagonistas que contam como estamos a mudar o presente e a inventar o que vai ser o futuro. Veja todas as histórias em www.thenextbigidea.pt