Entre as 13 Rajadas Rápidas de Rádio, conhecidas como FRB's (Fast Radio Bursts em inglês), foi detetado um sinal repetitivo incomum, emitido a cerca de 1,5 mil milhões de anos-luz de distância da Terra.

Perante este acontecimento, a astrofísica Ingrid Stairs, da Universidade da Colúmbia Britânica, afirma que existe a possibilidade de "haver mais [ondas de rádio como as que foram emitidas] por aí", e enaltece que com "mais repetições e mais fontes disponíveis para estudar, podemos ser capazes de entender esses quebra-cabeças cósmicos, ou seja, de onde vêm e qual a sua causa".

O acontecimento foi acompanhado pelo Observatório da Universidade, situado em Okanagan Valley.

Mas, avança a BBC, esta não foi a única nem a primeira vez que estes sinais de rádio misteriosos aconteceram, tendo a primeira vez sido detetada através de um telescópio australiano.

Os cientistas acreditam que possa haver até mil FRBs no céu diariamente, e, desde 2007, foram detetadas cerca de 60 Rajadas Rápidas de Rádio simples e duas que se repetiram.

As teses sobre a origem deste acontecimento são várias, e, entre elas, há quem acredite que possam ser sinais de presença alienígena.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.