A portuguesa Sensei, em parceria com a Hewlett Packard Enterprise (HPE), inaugurou esta segunda-feira, dia 6, em Lisboa, a maior loja 100% autónoma da Europa, o "Dojo".

O espaço, com sensivelmente 500m2 e sito na Rua Vera Lagoa, foi apresentado como sendo um “state of the art” e revela aquilo que pode vir muito bem a ser o futuro do retalho.

No entanto, apesar de ser a maior loja autónoma da Europa, é uma loja conceito. Ou seja, o público em geral não vai poder fazer compras neste sofisticado supermercado, uma vez que a loja tem como intuito funcionar como cartão de visita a todos os profissionais internacionais do retalho, bem como o mundo universitário e tecnológico.

A par, o espaço também tem como missão demonstrar que a tecnologia desenvolvida pela Sensei é escalável e está preparada para qualquer dimensão.

A Sensei, de resto, é a startup portuguesa que ajudou a Sonae MC a desenhar a solução que é usada na loja Continente do Arco do Cego, a primeira da Europa loja sem caixas.

A inauguração do "Dojo"contou com a presença de Carlos Moedas, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, de Carlos Carlos Leite, CEO da HPE Portugal, de Vasco Portugal, CEO e & Co-Founder da Sensei, de clientes e de vários órgãos de comunicação social.

"Dojo" recria futuro com base no realismo do presente

Segundo é explicado no site da Sensei, o "Dojo" recria o ambiente e experiência que podemos encontrar nos supermercados a que estamos acostumados, mas demonstra, "de forma rigorosa e o mais realisticamente possível", aquilo que pode vir a ser um espaço de retalho 100% autónomo.

O tamanho da loja (500m2) pretende não só vincar o potencial da tecnologia da Sensei – e o quão escalável pode vir a ser na prática -, mas passa também por demonstrar que é possível realizar uma série de testes-inovações que melhoram ainda mais a experiência.

Por exemplo:

  • O cliente faz as suas compras como sempre o fez, mas os items são automaticamente colocados ou removidos dos seus sacos virtuais. Isto é, o processo de compra é instantâneo, sem necessidade de fazer scans ou de aplicações.

Isto é possível devido à tecnologia desenvolvida pela Sensei, que com suporte à visão computacional (VC), sensores e Inteligência Artificial, consegue reconhecer automaticamente todos os produtos e interações dos clientes — de maneira a que vai permitir aos retalhistas acompanhar o inventário em tempo real e aceder a uma quantidade de dados que vai permitir optimizar as suas operações, dinamizar as vendas e a aumentar a satisfação dos clientes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.