A Fosun entrou em Portugal investindo em hospitais (Hospital da Luz), seguradoras (Fidelidade) e bancos (BCP). Agora, o conglomerado chinês e a Fidelidade, em parceria com a Beta-i, querem promover o empreendedorismo e apoiar startups. Em Portugal e no mundo.

Nesse sentido, lançaram hoje, 25 de janeiro, a 2ª edição do Protechting (http://www.protechting.pt) um programa de aceleração que visa o apoio ao desenvolvimento de projetos inovadores de empreendedorismo nas áreas de proteção/prevenção, serviço nas áreas de fintech e insuretech (finanças e seguros) e saúde.

As candidaturas prolongam-se até 12 de março. A short list de 25 startups escolhidas para participar no bootcamp é anunciada a 19 de abril sendo que este, com a duração de uma semana, arranca um mês depois. Daqui saem os 15 finalistas que entram num programa de sete semanas de aceleração, de onde são escolhidos os três vencedores depois do dia de pitch, marcado para 7 de julho.

De entre as áreas a apostar este ano fazem parte temas como o ciber risco, a robótica, análise de risco, doenças crónicas e telemedicina, entre outros. Stephan Morais (diretor executivo da Caixa Capital), Carlos Silva (cofundador e CEO da Seedrs), Isabel Vaz (CEO da Luz Saúde) e Vasco Pedro (CEO da Unbabel) são alguns dos mentores conhecidos que vão acompanhar o percurso da ideia à prática por parte dos empreendedores.

10 mil euros, uma viagem à China e a porta aberta a investidores como prémio

“Este projeto representa uma confirmação da aposta que a Fidelidade tem vindo a dar ao empreendedorismo em Portugal. Acreditamos que este tipo de dinâmica traz um valor acrescentado para as sociedades do futuro” refere Jorge Magalhães Correia, presidente da Fidelidade, em comunicado. “Assumimos o papel de dinamizador deste ecossistema, promovendo a criação de novas ideias e soluções”, continua.

Liang Xinjun, CEO do grupo Fosun, conglomerado que detém, por exemplo, o Circle du Soleil e o Club Med, encontra paralelismos entre o programa que promove e a própria fundação do Grupo Fosun que, segundo sublinha “é um bom exemplo de como um pequeno negócio se pode tornar Global. Fundado há 24 anos por um grupo de estudantes é hoje a maior holding de investimento privada chinesa, com presença nos quatro cantos do mundo”, sublinha.

O programa é dirigido a empresas em Portugal, mas não só, conforme relembra Pedro Rocha Vieira, CEO da Beta-i. “Portugal e Lisboa são hoje um hub da inovação”.

Os três melhores projetos serão premiados com um roadshow na China. A partir de Shangai, terão a porta aberta a investidores, seja através da participação de capital ou podem mesmo integrar o seu negócio na Fidelidade ou numa das empresas do grupo Fosun. O vencedor recebe ainda o prémio monetário no valor de 10 mil euros.

Criado para contribuir para o desenvolvimento de uma nova geração de empreendedores, na 1ª edição do Protechting entraram em concurso 133 startups de 24 países diferentes. Dessas, 19 participaram no bootcamp e 14 no programa de aceleração.

A EctoSense foi a vencedora da 1ª edição do programa de incubação e aceleração. A LifeSymb seguiu igualmente no roadshow pela China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.